terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Peitos, peitinhos e peitões!!! A hora de amamentar.

Que mamãe de primeira viagem, assim como eu não se pergunta sobre a amamentação?!
Acho que é uma das coisas que mais me tiram o sono, será que vou ter leite suficiente? Será que doe? Será que meu bico vai rachar? Será que tenho bico suficiente? 
Perguntas e mais perguntas rondam a nossa cabeça cheia de dúvidas né!!!

E de nada adianta perguntar para a vizinha, para a amiga, mãe ou conhecida. 
Assim como a gravidez, na amamentação cada mulher tem uma experiência diferente. Cada mulher cria uma expectativa e toma uma atitude diferente para esse momento. 

O que sabemos é que o tamanho de nada importa nesse momento, afinal se for assim... Meu filho irá mamar até os 18 anos!!!
Porque como minha mãe diz: "Você só não canta porque não quer, porque peito você tem pra isso..." hahaha'

Não sei se já falei a vocês sobre o meu "desejo" de fazer uma cirurgia para diminuir os seios.
Calma gente, também não sou nenhuma Boing-Boing, mas usar número 44 é demais pra mim!!! 
Acho que foi até pela mudança que os meus seios tiveram é que desconfiei da gravidez, afinal eles aumentaram bastante desde o início e tenho observado que agora eles deram uma parada no crescimento, ou será pelo fato da barriga estar crescendo mais rápido que eles?!
Só torço para que não fiquem enormesss demais!!! 
Já conversei com o meu esposo, e logo depois que as coisas voltarem um pouco ao lugar e quando eu parar de amamentar farei a cirurgia que a tempos eu desejo!

Bom... devido a tantas e tantas dúvidas, procurei na net algo para ajudar nessas perguntas pessoais... 

Preparando os seios para amamentar

Cuidados com a mama

A preparação das mamas deve acontecer ainda durante a gestação. É nessa fase que as mamães de primeira viagem devem começar a aprender tudo o que envolve o aleitamento. “A mãe pode, inclusive, procurar um pediatra durante a gestação para se interar sobre a importância da amamentação, a alimentação do bebê e os cuidados que deve tomar”, orienta a Dra. Maria José Mattar.

Existem algumas técnicas que podem ser usadas para fortalecer o bico do peito e estimular as glândulas mamárias. Tudo para evitar probleminhas na hora da amamentação.

A regra número um é lavar o bico do peito apenas com água. Não utilize sabonete. Eles já têm uma hidratação natural ideal que deve ser preservada.

O banho de sol é um dos melhores procedimentos para preparar os seios. Tome de 10 a 15 minutos de sol no seio todos os dias, antes das 10 da manhã ou depois das 3 da tarde. Dependendo do seu tipo de pele e da intensidade do sol, você pode aumentar ou diminuir um pouco esse tempo. Se não tiver como tomar sol, você poderá utilizar uma lâmpada comum com a mesma finalidade. O calor do sol e da lâmpada deixa a pele mais resistente.

As massagens também são simples de serem feitas e bastante indicadas pelos médicos. Segure o seio com as duas mãos, uma de cada lado, e faça uma pressão da base até o bico, como se fosse uma ordenha. Repita o movimento cinco vezes com delicadeza, mas com energia. Depois, faça o mesmo com uma mão em cima e uma embaixo do seio. Esse procedimento ajuda na “descida” do leite e pode ser repetido uma ou duas vezes por dia.

As mulheres com o bico do seio invertido devem fazer uma massagem específica para estimular a saída do bico para fora. Muitas vezes, durante a gestação ele sai naturalmente, caso isso não ocorra, a gestante deve fazer a seguinte massagem: segure a extremidade do bico com o polegar e o indicador e rode os dedos, como se estivesse aumentando o volume do rádio.


Os 10 poderes da amamentação

Amamentar é bom para o bebê e para a mamãe.

Amamentar é muito mais do que simplesmente deixar seu bebê satisfeito. Os benefícios ao pequeno e a mamãe são incalculáveis. Em 10 pontos, vamos dar uma dimensão de como esse ato pode favorecer o desenvolvimento dos dois. A amamentação adequada reforça o vínculo entre mãe e filho. Saiba mais sobre o poder da amamentação:

1.    Desenvolve o sistema imunológico do bebê.

- O leite materno contém células anti-infecciosas capazes de proteger o organismo do bebê contra infecções, como as intestinais e otites, evitando assim diarreias.

2.    Ajuda no desenvolvimento da fala.

- Veja que interessante. A posição da boca nos mamilos provoca a estimulação de pontos articulados responsáveis pela produção dos fonemas (sons).

3.    Estimula o crescimento e desenvolvimento adequado da musculatura oral, ajudando na respiração, deglutição e mastigação.

- Uma criança que tenha problemas na respiração pode ter prejudicado o seu sono, concentração e memória. A musculatura oral adequada remete a um bom desenvolvimento da fala.

4.    Fortalece o vínculo mãe e bebê

- O contato com a mãe pelo aleitamento materno faz com que o bebê se sinta mais seguro e tranquilo, evitando choro e ansiedade. Além disso, a mamãe se sente menos estressada.

5.    Diminui o risco de alergia

- Crianças alimentadas no peito da mãe têm menos risco de terem asma. Outro estudo revela que crianças que desde cedo tomam o leite de vaca aumentam a probabilidade de se tornarem alérgicas, já que as proteínas desse leite estão associadas à dermatite, rinite, sinusite e amigdalite.

6.    É o alimento mais completo para o bebê

- A mamãe não precisa se preocupar em complementar a alimentação. Nem ao menos se preocupar em oferecer água. O leite materno é completo. Não precisa de mais nada. Apenas a amamentação de forma errada faz com que o bebê não consiga todo o leite, tornando-se incompleta.

7.    Evita doenças futuras

- Um bebê amamentado no peito pode evitar durante sua vida algumas doenças como obesidade, diabetes e hipertensão. 

8.    Dificilmente o bebê terá anemia

- as concentrações de ferro no leite materno é bem maior que em qualquer outro tipo de leite e seu filho não precisará de complemento de ferro para evitar anemia.

9.    Evita cólicas

- o leite materno tem proteínas que são facilmente digeridas pelo organismo do bebê. Isso não acontece com o leite de vaca que tem proteínas de difícil digestão.

10.  Amamentar diminui risco de câncer de mama

- Pesquisadores da Espanha descobriram que as mulheres que amamentam seus filhos por mais de seis meses têm menos chances de desenvolver câncer de mama.




Depois de algumas explicações como essas, agora só esperar o maior momento de ser Mãe e amamentar os nossos pimpolhos(as)!!!



Beijos da Mamãe, com cara de cansadinha!!! 


2 comentários:

camiseta disse...

Que maneiro seu site blog, compartilhando aqui, Forte abraço Willian camisetas

Tais Gomes disse...

Obrigada Wiliam por acompanhar!!